• Devo fazer Fisioterapia ou Pilates?

    Devo fazer Fisioterapia ou Pilates?

    pilates_fisio_duvida

    Essa é uma dúvida frequente e que vale a pena esclarecermos. Sou fisioterapeuta há 18 anos e trabalho com Pilates há 7 e alguns pontos são importantes de pautarmos.

    Assim como não devemos nos automedicar, quando se trata de alguma dor ou patologia do sistema esquelético (músculos, ossos, tensões e articulações) devemos sempre procurar um médico especialista para avaliar a real situação do problema e decidir qual é a melhor estratégia de tratamento.

    Quando a fisioterapia é indicada, ela pode ser realizada em uma Clínica de Reabilitação Física ou por um fisioterapeuta domiciliar, onde técnicas de analgesia (diminuição/retirada da dor) serão utilizadas através de eletroterapia (TENS, BURST e INFRAVERMELHO, etc) ou por termoterapia (CALOR E FRIO), ou ainda pela mecanoterapia (MASSAGEM, LIBERAÇÃO MIOFASCIAL, TRIGGER POINTS, etc).

    Associadas a essas técnicas, entra em cena a cinesioterapia, que consiste em exercícios físicos direcionados a um músculo ou grupo muscular que está desequilibrado e por conseqüência, sobrecarregando estruturas que ficam tensas/encurtadas ou frouxas, desencadeando as patologias do sistema esquelético. Assim que se equalizam essas diferenças, as dores minimizam e as causas diretas da lesão são retiradas.

    pilates_fisio_duvida_

    A partir desse ponto, o trabalho concomitante com o Pilates fica bem interessante, pois o método preconiza a estabilização do nosso esqueleto axial (tronco) pela ativação do Power House (multífidos, transverso do abdômen, diafragma e assoalho pélvico), utilizando flexibilidade, mobilidade e força. Dessa forma, ajustamos o centro de gravidade e equilíbrio, minimizando possíveis compensações posturais para que não haja sobrecarga em outras articulações.

    Através de uma ficha de anamnese, conhecemos todo o histórico pregresso e atual do aluno, e por meio de uma Avaliação Postural completa, destacamos as principais alterações posturais que podem estar contribuindo para essas compensações. Então, os objetivos traçados serão de equilibrar todas essas estruturas, trazendo o corpo ao seu melhor alinhamento.

    A analgesia é conseguida através da mobilidade e flexibilidade, que em conjunto aos exercícios de fortalecimento direcionados para cada grupo muscular envolvido na lesão e na Postura Global, completará nossa estratégia de aula.

    Em suma, a reabilitação direta de uma patologia deve ser realizada por um fisioterapeuta domiciliar ou clínico, que terá mais recursos disponíveis para obter êxito em tirá-lo de uma fase aguda e por haver uma visão mais focal da lesão, seu restabelecimento se torna mais acelerado.

    mulher_pilates_studio

    Ao Pilates, por ser uma modalidade esportiva global, ministrada tanto por fisioterapeutas como por educadores físicos, recai a responsabilidade preventiva através de um alinhamento postural eficiente com mínimas compensações e também reabilitadora através de um trabalho de fortalecimento/flexibilidade direcionados aos grupos musculares envolvidos na lesão, contribuindo diretamente no processo de recuperação/manutenção física.

    Dessa forma, torna-se importante que os Studios incentivem novas capacitações e atualizações, aplicando os conhecimentos aos mais diversos públicos atendidos hoje em um Studio de Pilates como a Terceira Idade, Gestantes e pós-parto, portadores de patologias articulares e da Coluna, para que seja oferecido um trabalho especializado, diferenciado, seguro e de qualidade.

    por Vanessa Moraes – Império Pilates – Fev/2018

1Comente

deixe uma resposta

Cancelar resposta