• Como fazer Pilates utilizando Máscara? Como respirar?

    Como fazer Pilates utilizando Máscara? Como respirar?

    Sabe-se que o grande diferencial da prática do Pilates, é a respiração profunda durante a execução dos exercícios. Com isso, o grande questionamento dos alunos é: Como utilizar a máscara e continuar fazendo Pilates seguindo o princípio da RESPIRAÇÃO?

    Sabemos que quando fazemos atividade física aumentamos nossa frequência respiratória, ou seja, o individuo precisará de mais oxigênio (O2) entrando pelas vias aéreas e consequentemente mais gás carbônico (CO2) saindo de seus pulmões, dessa forma o corpo irá produzir mais suor deixando assim a máscara úmida ou até molhada. A melhor escolha, é que a máscara seja mais anatômica e de tecidos mais leves, não ultrapassando as 2 horas de utilização.

    atividade_fisica_mascara_mulher_2

    Com a prática do Pilates, o aluno consegue melhorar o condicionamento pulmonar, por inspirar na sua maior profundidade, e expirar o máximo que for possível até gastar totalmente o ar em seus pulmões, a máscara dificulta nos primeiros momentos, porém favorece a médio e longo prazo o ganho desse condicionamento pulmonar.

    Sabemos que pessoas que tiveram o COVID-19, possivelmente trarão um certo trauma nessa questão respiratória. Cabe aos profissionais da área de Pilates, entenderem que o trabalho com eles será bem delicado. É importante ressaltar que, exercícios combinados, ou associados, onde o aluno trabalha ao mesmo tempo duas ou mais regiões de seu corpo, demandam mais ciclos respiratórios durante a execução do exercício, tornando a respiração do aluno mais complexa. Desta forma, acredita-se que tal escolha não será a melhor nesse momento, até que o aluno esteja novamente condicionado, e principalmente não tenha “traumas” respiratórios com a utilização da máscara, é importante que durante a aula sejam ministrados exercícios menos elaborados.

    Também deve ser considerado que a quantidade de repetições dos exercícios pode e deve ser diminuída, e com o tempo, chegarem novamente a 10 ou 12 execuções. Caso o aluno venha a ter sintomas como tonturas, fraquezas, ou qualquer mal-estar, é aconselhável que o aluno se recupere em algum ambiente externo dos stúdios, onde ele possa retirar a máscara e se tranquilizar até que se sinta bem novamente.

    Percebe-se que com o a utilização da máscara nas aulas de Pilates, a dificuldade estará presente, devido a respiração ser praticamente o “maestro” da prática do Pilates, mas podemos sim, condicionar os alunos a melhorar a capacidade pulmonar com o decorrer das aulas, como dito anteriormente. Então não pense que a máscara seja uma vilã, impedindo-o dessa prática, mas que além da proteção momentânea em que vivemos, ela pode ser um instrumento positivo posteriormente.

    Quer saber mais? Solicite uma aula experimental grátis, comece a se cuidar já e mude sua postura!

    Confira Nossas Aulas Online

    por Juliana Sanches – Instrutora de Pilates – Império Pilates – Ago/2020

2Comentários
  • postado porIzildaem 20 de agosto de 2020 at 15:56

    Olá,

    Concordo com as instruções colocadas, acredito e "entendo" que muitas pessoas tem dificuldades em utilizarem as máscaras, porém é a maneira de nos proteger e de estar respeitando ao próximo.

    Resposta
  • postado porEster de saem 19 de outubro de 2020 at 10:42

    Gostaria de conhecer e saber sobre aulas de pilates presencial na guaca.obrigado

    Resposta

deixe uma resposta

Cancelar resposta