• A Origem do Pilates

    A Origem do Pilates

    joseph_pilates_3

    Joseph H. Pilates nasceu dia 09/12/1883 na Alemanha e teve uma infância marcada por um estado de saúde frágil, como asma, raquitismo e febre reumática. Incentivado por seus pais, começou a praticar diferentes atividades físicas: lutas e artes marciais, esqui, mergulho, atividades circenses, ginástica olímpica, yoga, entre outras.

    Na adolescência, Joseph iniciou seus estudos em anatomia, fisiologia, medicina oriental e ocidental e partir daí iniciou suas pesquisas, criando seu método de exercícios, aliados à sua filosofia.

    No início da I Guerra Mundial, morava na Inglaterra e trabalhava como lutador profissional de boxe e por ser alemão, ficou recluso num campo especial. Lá, encorajou seus colegas a participarem de um programa estruturado por ele de exercícios no solo.

    Em outro campo, já no final da I Guerra, aplicou seus conhecimentos para ajudar na reabilitação de soldados feridos e mutilados pela Guerra. Começou, então, a experimentar exercícios utilizando as molas das camas e outros acessórios improvisados, e descobriu que eles possibilitavam o condicionamento de pacientes debilitados que permaneciam muito tempo acamados.

    Em 1926 migrou para os Estados Unidos. Na viagem, conheceu e casou-se com Clara, uma enfermeira que foi sua aluna/paciente no navio e que, posteriormente contribuiu para a propagação do método.

    joseph_pilates_2

    Joseph e Clara fundaram o primeiro Studio de Pilates em Nova York, num prédio destinado a estúdios de dança. Através do condicionamento e da reabilitação de lesões dos bailarinos o método foi sendo difundido para outros setores da sociedade.

    Inicialmente esse método foi chamado de CONTROLOGIA, ou seja, controle consciente de todos os movimentos do corpo com a utilização e aplicação adequada dos princípios das forças que atuam sobre ele. Somente após a morte de seu criador, em 09/10/1967 nos EUA que foi dado à técnica o nome de Pilates.

    O método chegou ao Brasil somente em meados dos anos 90. Aos poucos, foi criando adeptos e conseguindo espaço no meio de tantas opções de atividades físicas e de reabilitação do país.

    Desde o início de sua criação, o método possui princípios básicos de funcionamento e devem ser respeitados para sua correta execução e devem estar presentes em todas as repetições de cada exercício. São eles: respiração, concentração, centralização (Power House), precisão, controle e fluidez.

    por Vanessa Moraes – Instrutora de Pilates, Docente dos Cursos de Formação e Especialização em Pilates – Império Pilates – Fev/2019

deixe uma resposta

Cancelar resposta