• Por que os médicos indicam tanto o Pilates para as gestantes?

    Por que os médicos indicam tanto o Pilates para as gestantes?

    Essa é uma pergunta frequente nos Studios de Pilates, tanto para as que já se encontram gestantes, como as que estão querendo se preparar para uma gestação e são várias, as razões. O obstetra sabe que toda a musculatura que forma POWER HOUSE do Pilates, é a mesma envolvida na gestação e parto e que mantê-la forte e flexível será de suma ajuda na preservação da postura e minimização das dores, como na hora do parto, bem como tornar todas as articulações, envolvidas no parto, maleáveis e móveis. Confira como o Power House atua na gestação.

    IMG - BLOG

    1. Diafragma: Com o crescimento uterino, os órgãos, exceto a bexiga, serão empurrados para cima e farão pressão contra o diafragma, que também será empurrado para cima e diminuirá o espaço de expansão dos pulmões, por isso o diafragma é muito exigido na respiração do Pilates, estando sempre ativo tanto na inspiração quanto na expiração, o que garante seu fortalecimento concêntrico e excêntrico para manter uma inspiração eficiente.

    2. Transverso: É o primeiro músculo a envolver os órgãos e é ele que vai estar cada vez mais em contato com o útero conforme ele for expandindo. Assim como uma cinta, sua função é estabilizar o tronco, empurrando o abdômen para dentro de forma circular, movimento que contribuirá na expulsão do feto. O transverso atua também diretamente nos movimentos coluna lombar por estar ligado à pelve. Sua maior ativação anterior, gera a retificação da coluna lombar através da retroversão e sua maior ativação posterior, gera a hiperlordose, devido a anteversão, por isso é tão importante deixarmos essa coluna na posição neutra e trabalharmos bastante a mobilidade da pelve, pois o controle da anteversão será necessária para melhorar a passagem do bebê, na hora do parto.

    IMG - BLOG

    3. Multífidos: serão sempre trabalhados no alongamento axial, onde pediremos a aluna que imagine que uma linha esteja puxando a sua cabeça para o teto, mantendo assim, a coluna alinhada e o posicionamento adequado do tronco.

    4. Assoalho Pélvico (períneo): fará toda a sustentação do tronco inferior, suportará todo o peso do útero diretamente sobre ele, bem como tem a função de manter saudáveis, os esfíncteres (músculos que envolvem a saída da uretra, da vagina e do ânus), evitando as incontinências urinárias e fecais.

    Para se ativar o assoalho pélvico, no Power House, solicitamos apenas 30% da contração total dele para não fadigar e conseguir manter essa constante. Porém faremos exercícios de fortalecimentos direcionados ao assoalho pélvico, neste momento, sua contração será bem mais efetiva, porém pontual, acompanhados do relaxamento controlado, dessa musculatura, afinal no parto, esta musculatura deverá se contrair para expulsar e depois relaxar para permitir a passagem.

    Para a gestante, a melhora das dores, o conforto ao dormir, a minimização dos edemas e câimbras trarão uma melhora significativa na sua qualidade de vida, durante toda a gravidez, podendo aproveitar esse momento único.

    Este artigo foi útil para você? Seus alunos são mais assíduos ou mais faltantes? Deixe seus comentários.
    Confira e marque uma aula experimenta conosco!

     por Vanessa Moraes – Docente dos Cursos de Formação e Especialização em Pilates – Império Pilates – Julho/2021.

deixe uma resposta

Cancelar resposta