• Será que é pilates?

    Será que é pilates?

    pilates_exercicio_aparelho3

    Será que estou fazendo Pilates ou Exercício Físico nos aparelhos de Pilates? Você sabe a diferença?

    Muitos alunos quando procuram por uma aula de Pilates, não sabem que existem diferenças entre eles. Basicamente existem duas vertentes: O Pilates Clássico e o Pilates Contemporâneo.

    O Pilates Clássico, como o próprio nome diz, segue fielmente o método criado por Joseph. No Studio, divide-se a aula em duas partes, onde a primeira meia hora faz-se alguns dos 34 exercícios no solo (MAT) e na segunda meia hora faz-se exercícios nos aparelhos, dedicando quase metade dela aos executados no Reformer.

    Não há demonstração dos exercícios, apenas comandos verbais capazes de instruir o aluno à sua perfeita execução, sendo que para isto, devem estar presentes os seis (6) princípios em cada repetição: (Respiração, Centralização – Power House, Concentração, Controle, Precisão e Fluidez) e alguns Studios utilizam aparelhos mais rústicos, reproduzindo os originais.

    pilates_exercicio_aparelho

    O Pilates Contemporâneo veio para atualizar o método, adequando-o às mais recentes descobertas biomecânicas e à realidade dos nossos alunos. Um exemplo importante dessa atualização se dá ao fato de o Joseph acreditar que na coluna não deveria haver curvaturas, que como nascemos sem elas, exceto uma única cifose, deveríamos manter a coluna reta quando fôssemos crescendo. Hoje sabemos que sem essas curvaturas compensatórias, não se absorveria, nem se distribuiria as forças peso e da gravidade em nosso corpo e sofreríamos essas pressões sobrecarregando outras articulações.

    Dessa forma, nasceram os 5 Fundamentos Biomecânicos (Respiração Tridimensional, Posicionamento da Pelve, Posicionamento da Caixa Torácica, Estabilização e Movimentação da Cintura Escapular e Posicionamento da Cabeça e Coluna Cervical), que através do uso da eletroneuromiografia, ressonância magnética e da biomecânica, conseguiram provar que eles são tão importantes quanto os Princípios e devem estar presentes em cada repetição.

    As aulas contemporâneas já seguem uma rotina própria, os exercícios de solo e de aparelhos são mesclados dentro de uma aula, não havendo divisão de tempo para os mesmos. Os exercícios podem ser demonstrados pelo instrutor para um melhor entendimento do aluno, ou usar o comando verbal, além de adequar os 34 exercícios originais à realidade física de cada um, adaptando e criando variações, com isto ampliou-se essa gama a mais de 500 exercícios diferentes.

    pilates_exercicio_aparelho2

    Atualmente existem vários FOCOS de atuação para o Pilates Contemporâneo, como o Pilates postural, o clínico, o fitness, o funcional, o aéreo, o ballet e o baby e podem ser aplicados aos mais diferenciados públicos, como a terceira idade, gestante, atleta, homem, mulher, adolescente ou criança; porém, este  deve manter requisitos básicos para que possa se enquadrar na categoria PILATES e não apenas utilizar a Bola Suíça nos casos de MAT Pilates ou os aparelhos nos casos do Studio. Vamos a eles:

    • Explicar aos alunos os 6 Princípios Clássicos: Muitos Studios apenas passam os exercícios sem explicar como funciona cada princípio e como ele deve fazer para mantê-los em cada repetição;
    • Explicar os 5 Fundamentos Biomecânicos, pois têm ligação direta com os Princípios Respiração e Centralização – Power House;
    • Verificar a presença dos Princípios e dos Fundamentos durante a realização dos exercícios, corrigindo a execução e postura do aluno;
    • Esclarecer aos alunos qual é a real função do exercício, ou seja, qual grupo muscular está sendo trabalhado ou como o exercício contribuirá para ele chegar ao seu objetivo.
    • Não utilizar séries. No seu Livro A Obra Completa, Joseph diz que não há necessidade de séries de repetições, pois somente levará à fadiga muscular. Já que estamos falando de um método que atua de forma global, conseguiremos estimular um mesmo grupo muscular várias vezes, através de diferentes exercícios.
    • A respiração deve ser profunda, tanto a inspiração (entrada do ar pelas narinas), quanto a expiração (saída do ar pela boca) que deve reproduzir o esmagamento dos pulmões e por consequência, a ativação do músculo transverso do abdômen.

    Atualmente sabemos que na expiração ativa, a ativação do transverso protege a coluna lombar estabilizando-a, assim, exercícios realizados somente durante a expiração, garantem uma maior segurança na sua execução, evitando lesões.

    Se durante suas aulas de Pilates, seja ela qual for, seu instrutor se preocupar com esses itens acima e você não sentir dores articulares durante a execução ou após as aulas, você terá feito PILATES, Clássico ou Contemporâneo, do contrário, apenas exercícios físicos se utilizando dos aparelhos.

    Isto não significa que não será benéfico, ou que você não conseguirá chegar aos seus objetivos, seja de força, flexibilidade, postura e bem-estar, apenas significa que você comprou e pagou por um método e está recebendo outro.

    por Vanessa Moraes – Império Pilates – Abr/2018

deixe uma resposta

Cancelar resposta